INGÁ ORTHOS

CASO CLÍNICO 2: TRATAMENTO DE ESCOLIOSE

F,  37anos, procurou o Serviço de Ortopedia com uma deformidade bastante acentuada na coluna, as vezes tem dificuldade de respirar. Quando tinha 13 anos foi aindicado tratamento cirúrgico, mas os pais não permitiram devido ao receio de ficar paralítico.

Ao exame, o paciente é portador de uma deformidade da coluna com  o valor angular de 50º Cobb, tendo sido orientado a procurar Serviço de Cirurgia de Coluna do INTO para ser submetido a tratamento cirúrgico, uma vez que estas curvas são progressivas, mesmo após o término do crescimento ósseo, podendo determinar alterações locais e sistêmicas, como disfunção respiratória, cardíaca ou neurológica. O objetivo do tratamento cirúrgico é a correção parcial da curvatura com fusão óssea rígida ou artrodese.